A orquestra

A Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto (OSRP) foi fundada em 1921 e conta uma história de devoção e amor à música. Mantida pela Associação Musical de Ribeirão Preto, criada em 1938 por músicos e abnegados, desde então a Orquestra funciona de modo ininterrupto e desenvolve importantes projetos que difundem a música erudita, reafirmando seu papel de destaque no setor artístico e nos cenários municipal e nacional.

Já são mais de 1.400 concertos oficiais realizados desde então. Mensalmente, faz apresentações pelas séries “Concertos Internacionais”, com solistas brasileiros e estrangeiros renomados mundialmente, e “Juventude Tem Concerto”, que realiza gratuitamente concertos interativos (maestros e músicos conversam com o público) dirigidos a crianças, adolescentes e jovens.

A OSRP é uma orquestra de ópera com participação em montagens como Madame Butterfly (Puccini), La Traviatta e Rigoletto (Verdi), Cavalleria Rusticana (Mascagni) e La Bohème (Puccini). E, ao longo da história, tem se apresentado em importantes eventos culturais, como o “Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão”; a série “In Concert”, do clube A Hebraica de São Paulo; o “Ano Chopin no Brasil”, a “Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto”, e ocasiões como aniversários de municípios e inaugurações de teatros.

A OSRP conta com a Escola de Canto Coral, com 120 alunos e três coros –Coro de Câmara, Coro Lírico e Coro Juvenil–, que se apresentam em concertos da OSRP, no Theatro Pedro II, de Ribeirão Preto, e também em catedrais, clubes, praças etc.

Possui quatro CDs gravados: “Mozart e Beethoven”, “Coletânea” de obras consagradas do repertório sinfônico, “Jobim Sinfônico – do violão à orquestra” e “Clássicos Natalinos”, este lançado em dezembro de 2011, com participação dos três coros. Além disso, a orquestra ribeirão-pretana possui o Arquivo Histórico, que guarda documentos desde o início do século passado que relembram a história da música e da vida cultural da cidade.

Com intenso trabalho social, desenvolve o projeto “Tocando a Vida” com aulas de canto, música e instrumentos musicais para comunidades carentes em Ribeirão Preto e região. Trata-se de uma orquestra itinerante, com apresentações variadas em muitas cidades brasileiras. Conta com parcerias desenvolvidas junto às iniciativas pública e privada por meio de projetos de Lei Rouanet e contribuição de patronos e sócios.

Conteúdo

Vídeos:

 

Reginaldo Nascimento

 

Maestro

Iniciou seus estudos musicais na Congregação Cristã no Brasil. Posteriormente estudou na Universidade Livre de Música, em São Paulo. Teve como professores Nadilson Gama, Elina Suris e Claudio Cruz.

Como solista e camerista se apresentou junto à Orquestra Jovem do Estado de São Paulo, Orquestra de Câmara do SESC Vila Nova, Orquestra Municipal de Barretos, Orquestra do Festival de Prados e Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto. Em turnê pelos Estados Unidos em 2015 e 2016, realizou recitais na Tarleton University, Hardin Simmons University, no Texas, e na Southern University na Lousiana.

Como regente participou de masterclass na Polônia , com o maestro Jonathan Brett, e na Hungria com a maestrina Ilóna Meskó. É vencedor do segundo prêmio da 2nd conducting competitionna Hungria, em 2012. É comendador da “Ordem do mérito Carlos Gomes”, pela Associação Brasileira de Arte e Cultura.

Como regente convidado atuou à frente da Radomska Orkiestra Kameralna (Polônia), MÁV Symphony Orchestra (Hungria), Murmansk Philharmonic Orchestra (Russia), Sonoma County Philharmonic (EUA), Louisiana Chamber Orchestra e Orquestra Jovem do Estado de São Paulo. Foi Diretor artístico e maestro titular da Orquestra de Câmara do Conservatório Carlos Gomes, Orquestra Filarmônica Jovem de Ribeirão Preto e da Camerata Jovem Beethoven.

Participou como regente assistente do Festival de Inverno de Campos do Jordão em 2011 e como regente da orquestra de câmara do Festival de Música de Curitiba em 2015 e 2016.

Atualmente é professor e maestro titular da Orquestra Acadêmica do “ALMA” Academia Livre de música e artes , e maestro adjunto da Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto.

É formado em música pela Universidade de São Paulo.

 

A orquestra

Mantida pela Sociedade Pró-Sinfônica, a Orquestra Sinfônica de Limeira, desde o seu primeiro concerto em 1995, já sob direção artística de seu maestro Rodrigo Muller, construiu uma trajetória de sucesso e intenso crescimento.

A Orquestra Sinfônica de Limeira recebe em suas temporadas anuais, solistas de renome nacional e internacional, engrandecendo ainda mais a qualidade dos espetáculos, agregado ao público, que cresce consideravelmente a cada temporada, onde grande parte dos concertos é apresentada com bilheteria esgotada. Os ingressos para os concertos da OSLI são a preços populares, trazendo à população a oportunidade e possibilidade de acompanhar o trabalho de música erudita.

Vem melhorando o padrão de qualidade a cada temporada, através dos repertórios apresentados, realizando concertos inéditos em sua programação, onde proporciona aos músicos da orquestra acesso ao repertório desenvolvido e executado, visando e incentivando a profissionalização e formação dos músicos, transformando a arte da música em gerador de empregos.

Além do público que compra seu ingresso na bilheteria do teatro, contamos também com a série de assinaturas, adquirida no início de cada temporada, com a vantagem de garantir o ingresso em todos os concertos, sem filas de bilheteria e com a cadeira de preferência, escolhida no ato da assinatura, reservada.

 

ESCOLA LIVRE DE MÚSICA

A Escola Livre de Música (ELM) tem como principal objetivo a formação de músicos, utilizando a música como meio de atividade e expressão cultural.

Oferece gratuitamente a todos o direito de aprender uma nova forma de expressão artística e por meio dela promover cidadania, socialização e ampliação do universo cultural, preparando não somente o consumo cultural, mas o consumo consciente e trabalhando as questões dos sentidos e de valores pessoais que são agregados junto à prática artística.

Os trabalhos artísticos desenvolvidos pela Escola Livre de Música partem da visão da arte como ferramenta de fomento a econômica criativa, pois tem como meta descobrir e preparar músicos, aptos a ingressarem no mercado de trabalho como músicos profissionais em orquestras e diversos grupos, fornecendo estrutura para os artistas poderem se especializar em outras instituições artísticas que exigem conhecimento prévio.

A Escola Livre de Música, como o próprio nome diz trabalha com cursos livres de música através de módulos, onde não se faz necessário conhecimento prévio do instrumento a ser ensinado. A ELM prospecta oferecer ao aluno formação musical completa, pois trabalha a técnica individual de cada instrumento, a teoria e a pratica de conjunto.

A ELM possui várias orquestras formadas em seu núcleo erudito: Orquestra Preparatória, Orquestra de Cordas, Camerata da Orquestra Sinfônica de Limeira e Orquestra Sinfônica de Limeira Jovem.